Mente 11 minutos de leitura

Amor Próprio: Aprenda a gostar de si (hoje) mesmo

by Danny Almeida September 12, 2019

Certamente você já passou por algum momento em sua vida em que sentiu de perto o peso do fracasso, da angústia e da tristeza. Nesses momentos sentimos que não temos valor, que nos falta amor próprio.

A verdade é que todas essas sensações, que trazem à tona um vazio interior, são a vida convidando você a olhar para dentro, encarar suas fraquezas para poder superá-las, crescer como ser humano e dar seu contributo ao mundo. É nessa busca interior você vai descobrir o amor próprio. 

Se você quer aprender a amar a si mesmo, este artigo é para você!

Neste artigo vamos falar sobre:

Preparado para começar esta jornada de autoconhecimento? Vamos lá!

O que é o amor próprio


Podemos pensar que o amor próprio é algo que se pode acumular, como uma meta que você atinge quando reúne tudo aquilo que é necessário. Porém, não é bem assim. Você se parece mais com um diamante coberto por poeira: o brilho está lá, mas a camada de “sujidade” impede que você o enxergue.

Rumi, o famoso poeta Sufi do século XIII, explicava que: “Sua tarefa não é buscar o amor, mas apenas procurar e desfazer todas as barreiras dentro de si mesmo que você construiu contra ele”. O amor próprio está dentro de você!

Uma pessoa cheia dessa qualidade sente satisfação de existir, está grata à vida pela oportunidade de estar viva e atrai para si outras pessoas que procurem o mesmo. Não é alguém “perfeito” (nem isso existe), mas alguém que se aceita tal como é.

Por que é tão difícil ter amor próprio?


Se originalmente o amor próprio é algo que já existe dentro de nós, então o que nos impede de enxerga-lo?

Muito cedo, na nossa infância, somos confrontados com a força enquadradora da cultura. Nossos pais, familiares e posteriormente até os professores, nos vão dizendo quem somos e o que devemos fazer, e nossa adaptação a isso faz com que a maioria se distancie desse amor próprio original.

Esse enquadramento é necessário pois nos ensina a viver em sociedade, mas para ser sadio e ganhar autoconfiança, um adulto necessita buscar novamente essa “pérola” perdida na infância.

Porém, não se deve confundir amor próprio com egoísmo. Como disse Claudio Naranjo: “O amor próprio é uma coisa boa, é amar a criatura interior. O egoísmo é uma compensação pela falta de amor próprio”. Demasiado egoísmo, é uma manifestação clara de que a pessoa não se ama.

Qual é a importância do amor próprio?


Certamente você já viu uma criança dançando e a graça de seus movimentos que fluem naturalmente, essa é a harmonia típica de quem tem amor próprio, de alguém que está conectado a si mesmo.

Quando você se ama, você ama os outros e se torna compassivo. Você conquista respeito por si mesmo e também o respeito e a admiração dos outros, sua vida tem mais plenitude e você perde o medo de falhar, se torna forte e resistente.

O amor próprio também melhora suas relações íntimas. Segundo James Hollis, um famoso psicanalista americano: “A verdade sobre suas relações mais íntimas é que elas nunca podem ser melhores do que sua relação com você mesmo”.

Cinco dicas para que passe a gostar mais de si mesmo


A ausência de amor próprio não é uma coisa nova na sociedade e algumas filosofias milenares como o yoga ou o budismo já há muito tempo que desenvolveram técnicas e exercícios para aproximar as pessoas de sua natureza. Nos parágrafos seguintes, apresentamos algumas maneiras que você pode usar para se aproximar também desse estado mais pleno. 

1. Ame o seu corpo 

Foi comprovado cientificamente que a mudança para uma dieta mais saudável tem um efeito mais poderoso do que alguns antidepressivos na melhoria de estado psicológico. Alimente-se bem, coma bastantes frutos e vegetais e beba muita água. Procure respirar lentamente no dia-a-dia, mantenha uma boa postura e durma o suficiente para que seu corpo possa ter energia e vitalidade.

2. Meditação para aumentar o amor próprio

São várias as técnicas de meditação que contribuem para o aumento do amor próprio. Faça o seguinte:

Sente-se no chão com as pernas cruzadas ou, se isso for desconfortável, em uma cadeira com boa postura. Preste atenção na sua respiração e veja como ela se vai tornando cada vez mais lenta e profunda. Deixe que os pensamentos passem por sua mente, não lhes preste muita atenção e continue focado na respiração.

Tente aperceber-se do “vazio” onde os pensamentos nascem, o “espaço” onde todas as percepções aparecem e desaparecem. Com o tempo, você vai sentir cada vez mais a presença radiante desse “vazio” e ela vai permanecer até fora dos períodos de meditação. Assim, pouco a pouco, você vai poder retomar a conexão perdida na infância, enquanto mantém sua vida normalmente.

Não se surpreenda se sentir uma abundância inexplicável e uma riqueza interior indescritível. Sentindo isto, não tem como você não se amar e você vai querer compartilhar esse amor com o mundo!

3. Saiba que você é suficiente!

Você sabia que um dos maiores obstáculos para a realização pessoal é acreditar que não somos suficientes? Essa crença tem sua raiz na infância, no enquadramento social que referimos anteriormente, principalmente nas adaptações que fazemos para agradar a nossos pais. O maior medo de uma criança é não ser suficiente para merecer o amor de seus pais.

Esse é o motivo pelo qual mais tarde acreditamos que somos “fracassados”, um “desastre”, que “não somos belos o suficiente” e que “não merecemos ser amados”. Felizmente, é possível alterar isso, mudando essa crença e isto é feito através das palavras. Segundo Marisa Peer:

As palavras moldam sua realidade e se você usar palavras melhores, você terá uma realidade melhor.

– Marisa Peer

Assim, se você quer voltar a sentir aquele amor próprio aconchegante e cheio de bem-estar, escreva por toda sua casa a simples frase: “Eu sou suficiente”. Pode escrever no espelho de seu quarto, no refrigerador, no criado-mudo… Escreva no máximo de locais possível e, com o tempo, sua mente não vai conseguir mais rejeitar a frase, então você começará a acreditar verdadeiramente nela.

4. Enfrente seus medos e ame quem você é!

Mostramos no ponto anterior como a simples repetição de uma afirmação pode ser importante. No entanto, se você deseja realmente ter um caso amoroso com sua vida, você precisa enfrentar seus receios.

Faça uma lista com todos os medos que você se lembre e comece por enfrentar os mais fáceis. Assim, você vai ganhando confiança para enfrentar os mais difíceis. Quantos mais medos você enfrentar, mais você se aproximará de seu amor próprio original.

Quando um medo for demasiado grande, “parta-o” em pedaços mais pequenos. Isso vai tornar mais fácil a exposição, já que vai enfrentar um medo que consegue aguentar, ganhando força para gradualmente se expor completamente. Uma pessoa que sinta pavor de andar de elevador, por exemplo, pode dividir sua exposição ao medo da seguinte maneira:

  • Nos primeiros dias fica apenas observando o elevador, cada vez mais próximo possível dele;
  • Assim que for possível, entra no elevador e se mantém dentro dele por um tempo com as portas abertas;
  • Quando se sentir confortável, sobe um andar;
  • Vai aumentando progressivamente o número de andares até que o medo esteja ultrapassado.

5. Acenda sua chama interior

Essa última maneira que apresentamos permite que você sinta que está VIVO! É uma técnica de yoga chamada bhastrika, que usa respiração acelerada para energizar todo seu corpo e remover bloqueios interiores

Contrariamente às técnicas anteriores, esta não se foca em desenvolver o amor próprio, mas lhe dará a energia que você precisa para manifestar esse amor no mundo e levá-lo para seu trabalho, seus projetos e sua vida familiar. Você pode praticá-la da seguinte maneira:

  • Comece por se sentar confortavelmente com a coluna ereta, feche os olhos e respire lentamente pelo diafragma;
  • Acelere o ritmo das respirações aos poucos e faça com que as inspirações e as expirações demorem o mesmo tempo;
  • Faça com que o ritmo de suas respirações atinja a velocidade máxima e mantenha-o por 30 repetições;
  • Depois relaxe e deixe sua respiração voltar ao normal.

É normal sentir uma ligeira tontura ou um estado de euforia. Pessoas com glaucoma, cardiopatia, hipertensão e mulheres grávidas não devem fazer esse exercício.


Qual é sua maneira favorita para desenvolver amor próprio?

Compartilhe a sua opinião com a comunidade nos comentários!


O poder de dizer “Eu sou suficiente"

Se você tem dúvidas sobre si mesmo, é porque certamente não acredita nos seus próprios talentos e capacidades. Mas o verdadeiro problema vai bem mais longe, está “mais enterrado” no seu ser do que você pode pensar.

Falta de acreditar em si mesmo, na sua essência, está ligado a um sentimento de falta de aceitação.

As dúvidas que tem sobre si podem se manifestar de diversas formas, mas a origem está muita vezes ligada a um fator. Os traumas que sofremos enquanto crianças e que o nosso subconsciente não nos deixa esquecer.

A pergunta à qual você busca resposta é: Como posso me livrar para sempre destes pensamentos?

Marisa Peer, hipnoterapista transformacional reconhecida mundialmente, partilha conosco as 3 palavras poderosas que têm a capacidade de o desafiar, e terminar de vez com o sentimento de dúvida que tem sobre si mesmo.

Estas palavras transformaram verdadeiramente a vida de milhares de pessoas que participaram neste programa revolucionário da Mindvalley.

Quais são essas palavras? Eu Sou Suficiente

Se você procura transformar a falta de crença em si mesmo em auto-confiança pura, então participe nesta Masterclass Gratuitacom a terapeuta número 1 no Reino Unido, Marisa Peer, onde você irá:

✅ Participar em uma sessão de 20 minutos de Terapia Transformacional Rápida com a própria Marisa, desenhada para despertar a habilidade adormecida que o seu cérebro tem de reconhecer crenças limitantes negativas.

✅ Expandir a visão que você tem sobre si mesmo, pois Marisa irá explicar como você pode viver uma vida sem limites - uma vida em que pode alcançar sucesso, abundância e liberdade.

✅ Descobrir qual é o real fator para inverter - de uma vez por todas - qualquer área da sua vida em direção aos objetivos que muito ambiciona.
Para participar nesta Masterclass gratuita tem apenas que preencher o seguinte formulário:

test
Participe nesta sessão de Hipnoterapia gratuita com Marisa Peer, desenhada para transformar rapidamente o seu mindset em uma mente de super vencedor

Escolha uma data e hora para sintonizar a transmissão na sua hora local:

by Danny Almeida
O Danny Almeida é um criador de conteúdo e tradutor, cuja paixão é a espiritualidade e o desenvolvimento pessoal. Tem um fascínio especial pelo Zen. Também canta, toca guitarra, dança e faz teatro.

Artigos e tutoriais sobre Liés